A Maioria Não é uma Prova – Shaykh Sālih Al-Fawzān

cadeiras

bismillah (1)

A Maioria Não é uma Prova – Shaykh Ṣāliḥ Al-Fawzān, ḥafiẓahullāh

Dentre as características do povo dos Dias da Ignorância é que eles viam a maioria como prova de que algo era verdadeiro e a minoria como prova de que algo era falso. Então, de acordo com eles, qualquer coisa sobre a qual a maioria das pessoas estava, aquilo era a verdade. E qualquer coisa sobre a qual a minoria estava, aquilo não era a verdade. Nos olhos deles isso era a balança usada para determinar a verdade da falsidade.

No entanto, isso é errado, pois Allāh diz:

وَإِن تُطِعْ أَكْثَرَ مَن فِي الْأَرْضِ يُضِلُّوكَ عَن سَبِيلِ اللَّهِ ۚ إِن يَتَّبِعُونَ إِلَّا الظَّنَّ وَإِنْ هُمْ إِلَّا يَخْرُصُونَ

E se tu obedeceres a maioria daqueles que estão na terra eles irão te desviar do caminho de Allāh. Eles não seguem, senão conjecturas e eles não fazem, senão mentir.” [Sūrah Al-An’ām (6):116]

E Ele diz:

وَلَٰكِنَّ أَكْثَرَ النَّاسِ لَا يَعْلَمُونَ

Mas a maioria da humanidade não sabe. [Sūrah Al-A’rāf (7): 187]

E Ele diz:

وَمَا وَجَدْنَا لِأَكْثَرِهِم مِّنْ عَهْدٍ ۖ وَإِن وَجَدْنَا أَكْثَرَهُمْ لَفَاسِقِينَ

“E a maioria deles Nós encontramos não sendo verídicos à sua promessa, mas a maioria deles, em verdade, Nós encontramos como sendo fāsiqūn (rebeldes, transgressores, desobedientes a Allāh).” [Sūrah Al-A’rāf (7): 102]

Então a balança não é a maioria nem a minoria – pelo contrário, a balança é a verdade. Então quem quer que esteja sobre a verdade – mesmo que seja por si só – ele é aquele que está correto e merece ser imitado. E se a maioria das pessoas está sobre a falsidade, então é obrigatório rejeitá-los e não ser enganados por eles. Então a consideração é dada à verdade. Isso é porque os ‘ulamā dizem: “A verdade não é conhecida através dos homens; pelo contrário, os homens é que são conhecidos pela verdade.” Então quem quer que esteja sobre a verdade então ele é aquele que nós devemos seguir e imitar.

Nas histórias de Allãh sobre as nações anteriores, Ele nos informa que é sempre a minoria que está sobre a verdade, como Allãh diz:

وَمَا آمَنَ مَعَهُ إِلَّا قَلِيلٌ

“E ninguém acreditou com ele, exceto poucos.” [Sūrah Hūd, (11): 40]

E em um adīth no qual as nações foram apresentadas ao Profeta, ele (ﷺ) disse que viu um profeta que tinha um pequeno grupo de seguidores com ele e um profeta que tinha um ou dois homens seguindo-o e outro profeta que não tinha ninguém com ele. [Ṣaḥīḥ Al-Bukhārī]

Então a consideração não é dada à qual opinião ou visão tem mais seguidores. Pelo contrário, a consideração é dada a ela ser ou verdadeira ou falsa. Então o que quer que seja verdadeiro, mesmo embora uma minoria de pessoas ou ninguém esteja sobre isso – enquanto isso é a verdade – deve-se aderir a ela, pois em verdade isso é a salvação. A falsidade não é auxiliada pelo fato de que ela tem uma maioria de pessoas seguindo-a – nunca! Essa é uma medida determinante na qual o muçulmano deve sempre persistir.

O Profeta (ﷺ) disse:

“O Islām começou estranho e voltará a ser estranho assim como começou.” [Ṣaḥīḥ Muslim]

Isso ocorrerá num tempo quando o mal, as calamidades e o desvio aumentarão. Então ninguém vai permanecer sobre a verdade, exceto os estranhos dentre as pessoas e aqueles que se retiram das suas tribos pela (causa da sua religião). Eles vão se tornar estranhos na sociedade deles.

O Mensageiro (ﷺ) foi enviado enquanto o mundo inteiro estava submerso em incredulidade e desorientação. E quando ele chamou as pessoas, somente um ou dois responderam seu chamado. Foi somente mais tarde que eles se tornaram muitos. A tribo de Quraysh, sem mencionar a Península Árabe inteira e o mundo inteiro, estava sobre desorientação. E o Mensageiro de Allāh (ﷺ) foi o único chamando as pessoas. Então aqueles que lhe seguiram eram poucos em relação ao mundo inteiro.

Então a consideração não é dada à maioria. A consideração é somente dada ao que é correto e para alcançar a verdade. Sim, se a maioria das pessoas está sobre o que é correto, então isso é bom. No entanto, a maneira de Allāh é que a maioria das pessoas está sempre sobre a falsidade.

وَمَا أَكْثَرُ النَّاسِ وَلَوْ حَرَصْتَ بِمُؤْمِنِينَ

“E a maioria da humanidade não crerá, mesmo que tu desejes isso avidamente.” [Sūrah Yūsuf (12): 103]

وَإِن تُطِعْ أَكْثَرَ مَن فِي الْأَرْضِ يُضِلُّوكَ عَن سَبِيلِ اللَّهِ ۚ إِن يَتَّبِعُونَ إِلَّا الظَّنَّ وَإِنْ هُمْ إِلَّا يَخْرُصُونَ

E se tu obedeceres a maioria daqueles na terra eles irão te desviar do caminho de Allah. Eles não seguem, senão conjecturas e eles não fazem, senão mentir.” [Sūrah Al-An’ām (6):116]

Fonte: Sharḥ Masā.il Al-Jāhilīyah, do Shaykh Ṣāliḥ bin Fawzān Al-Fawzān (tratado original do Shaykh Muhammad ibn ‘Abdil-Wahhab, raimahullāh), no seu shar (explicação) do dito do Imām Muḥammad ibn ‘Abdil-Wahhāb (raimahullāh): “Dentre os maiores dos princípios deles, era que eles eram iludidos pela maioria usando isso para determinar a correção de um assunto. Eles também determinavam a falsidade de algo se isso era estranho e se seus aderentes eram poucos. Então Allāh lhes trouxe o oposto disso, clarificando isso em muitos locais do Qur`an.”, págs. 60-62.

Tradução original: http://www.salafitalk.net/st/viewmessages.cfm?Forum=9&Topic=10472 via al-Ibaanah.

– Benefício –

Al-Fuḍayl bin ‘Īyād (raimahullāh) disse:

Sobre vós está (obrigatório) o caminho da orientação e não vos preocupeis com o pouco número de pessoas sobre ele. E cuidado com o caminho da desorientação e não sejais enganados pelo grande número de pessoas.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s