Mudar a Nīyah [Intenção] da Pessoa Durante a Oração – Ibn Uthaymīn

Resultado de imagem para islamic prayer

bismillah (1)

Mudar a nīyah (intenção) durante a oração (depois de iniciá-la) é um tópico importante que foi esclarecido por Ibn Uthaymīn em AshSharḥ Al-Mumti‘ (vol. 2, 296-298) e no seu Majmū’ Al-Fatawa (vol. 12). Aqui está o resumo:

Mudar a intenção de uma oração opcional não-específica para outra oração opcional não-específica:

Essa oração é válida, se tal cenário for concebível. Uma oração opcional não-específica é rezada a qualquer momento durante o dia ou a noite sempre que se desejar (embora não durante os períodos proibidos).

Mudar a intenção de uma oração opcional não-específica para uma oração específica (seja uma obrigatória ou uma opcional específica):

Por exemplo: alterar a intenção de uma pessoa durante uma oração opcional não específica para o farḍ [oração obrigatória] do Ẓuhr. O Ẓuhr aqui é inválido porque a nīyah para ela deve ser feito antes do takbīr (dizer “Allāhu Akbar“)  de abertura para que seja válido.

Mudar a intenção de uma de uma oração especifíca para outra oração especifíca é inválido:

Primeiro exemplo: Um homem está rezando ‘Asr. Enquanto orava, ele lembra que quando orou Ẓuhr mais cedo, ele não tinha wuḍū (purificação), então ele mudou sua nīyah (intenção) do ‘Asr para Ẓuhr para compensar o Ẓuhr. Neste caso, tanto o seu ‘Asr quanto o Ẓuhr são invalidados.

Segundo exemplo: Um homem está rezando os dois Sunnah (oração voluntária) do  ‘Ishā e durante a oração decide mudar sua nīyah (intenção) para witr. Aqui a Sunnah para o  ‘Ishā foi invalidada e ele nem é considerado como tendo entrado na oração do witr. Isso ocorre porque a Sunnah do ‘Ishā é uma oração específica e o witr também é uma oração específica que requer que a nīyah (intenção) seja estabelecida antes do takbīr de abertura.

Alterar a intenção de uma oração específica para uma oração opcional não-específica é permitido e a oração é válida:

Isso ocorre porque uma oração específica tem, na realidade, duas intenções: uma para entrar na oração em geral e outra para aquela oração específica. Portanto, se uma pessoa invalida a nīyah (intenção) para a oração específica, a nīyah para a oração geral permanece (contanto que ele não saia da oração). Por exemplo: um homem entra na oração do Ẓuhr com o nīyah para o Ẓuhr. Ele então cancela sua nīyah (intenção) para o Ẓuhr e continua orando – então o que resta é sua nīyah para a oração geral.

 

Tradução: ‘Aishah Barletta

Fontes: AshSharh Al-Mumti’ (vol. 2, 296-298) e Majmū’ Al-Fatawa (vol. 12).

Tradução original: https://www.abukhadeejah.com/changing-ones-niyyah-during-the-prayer/

Traduzido e resumido originalmente por: Abu Khadeejah ‘Abdul-Wahid

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s