Ramaḍān: Virtudes de Uma Longa Vida, Alcançando Tempos de Bondade e Realizando Atos Virtuosos

bismillah (1)

R4

Todos os louvores são devido a Allāh que faz para Seus servos esses momentos de bondade, onde seus pecados são expiados e suas fileiras aumentadas – então devemos glorifica-Lo e agradecê-Lo, buscando Sua ajuda e Seu perdão, e nos voltando para Ele em arrependimento. Presto testemunho de que não há divindade digna de adoração, exceto Allāh, Sozinho, sem parceiros em Seu Senhorio, Sua adoração ou em Seus Belos Nomes e Nobre Atributos – e testemunho que Muḥammad é Servo e Mensageiro de Allāh, aquele que nos precedeu a todos no bem, que Allāh o louve na companhia de Seus Anjos e lhe conceda paz e segurança – e da mesma forma para seus Companheiros que passariam seu tempo em adoração e obediência.

Um muçulmano fica feliz quando recebe uma vida longa devido ao fato de que ele continua encontrando esses tremendos momentos de oportunidade que têm em si a vontade que sempre volta diariamente, semanalmente e anualmente. Portanto, as cinco orações diárias que acontecem todos os dias e noites, e a oração de Jumu’ah retorna a cada semana, o jejum no Ramaḍān e o desempenho do Hajj na Sagrada Casa de Allāh, que acontece todos os anos. Em relação a esses eventos, o Mensageiro de Allāh ﷺ disse:

“As cinco orações diárias, uma sexta-feira até a próxima sexta-feira, um Ramaḍān até o próximo Ramaḍān: são todas uma expiação para o que quer que ocorra entre eles, desde que se mantenha longe dos pecados maiores.” [Muslim, nº 233 e Tirmidhī, nº 214]

Ele ﷺ também disse:

“O virtuoso e o verdadeiro Hajj não tem recompensa menor que o Paraíso.” [Coletado por Tabarānī de Ibn ‘Abbās]

Portanto, esses são períodos poderosos que sempre retornam a um muçulmano, para que ele possa tirar proveito deles, beneficiando-se diante de Allāh, O Altíssimo. Não há um tempo, mesmo entre esses eventos, exceto que um muçulmano pode tirar vantagem e aumentar a bondade com a obediência a Allāh. A vida inteira de um muçulmano: horas, dias, semanas, meses e anos são bons para um muçulmano se ele se beneficiar deles em obediência a Allāh. O Altíssimo disse ao Seu Profeta ﷺ:

“E adore seu Senhor até que a morte chegue até você.” [Al-Hijr (15): 99]

Não há momento vazio na vida de um muçulmano, desde que Allāh conceda sucesso a uma pessoa para tirar proveito de cada oportunidade. Desde modo, o verdadeiramente feliz é aquele que recebe uma vida longa ao lado de ações virtuosas, enquanto o verdadeiramente miserável é aquele cuja vida é longa e cheia de desobediência e más ações. O Mensageiro de Allāh ﷺ disse:

“Os melhores de vocês são aqueles com vidas longas e ações virtuosas.” [Coletado por Al-Hākim narrado de Jābir]

Um muçulmano se alegra em ter uma vida longa, porque ele é cpaz de aumentar os atos de obediência a Allāh. O Profeta ﷺ mencionou a história de três homens de uma nação anterior que estavam se esforçando na adoração a Allāh e eles competiam entre si em atos de obediência e piedade. Dois deles foram eventualmente martirizados na causa de Allāh, enquanto o terceiro permaneceu vivo até que ele alcançou o mês do Ramaḍān. Então, ele jejuou e rezou à noite, e depois faleceu depois que o mês terminou. Devido a isso, ele foi o primeiro no Paraíso, precedendo seus dois companheiros. Os Companheiros do Profeta ﷺ, que Allāh esteja satisfeito com eles, ficaram surpresos com essa revelação. Como é possível que quem morreu em sua própria cama possa superar aqueles que foram martirizados na causa de Allāh, conhecendo a grande recompensa dos mártires no Paraíso? Então o Profeta ﷺ respondeu: “Ele não viveu depois deles por um período de tempo?” eles disseram: “Sim, ó Mensageiro de Allāh.” Ele ﷺ continuou: “Ele não fez orações depois deles por um período de tempo?” Eles disseram: “Sim, ó Mensageiro de Allāh.” Ele continuou: “Ele não alcançou o mês do Ramaḍān e, portanto, jejuou e rezou durante a noite?” Eles responderam: “Sim, ó Mensageiro de Allāh.” Então ele terminou dizendo: “Por Aqueel em cuja mão está minha alma, a diferença entre eles é como a diferença entre o céu e a terra.” [Ibn Mājah, 3925; declarada autêntica por Al-Albānī]

Então essa narração nos prova que ter uma vida longa, na qual alguém se ocupa em obedecer a Allāh é motivo de alegria e felicidade e aumenta sua posição no Dia da Ressureição.

Tradução: ‘Aishah bint Humberto Barletta As-Salafiyyah

Fonte: Khutbah al-Minbariyyah, vol. 5, pág. 255-256.

Ramadān: Virtues of a long life, reaching times of goodness and performing righteous deeds

Traduzido originalmente por: Abu Khadeejah ‘Abdul-Wahid

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s