Não é Permitido Preceder o Ramaḍān Jejuando Um Dia ou Dois Antes do Começo

bismillah (1)

R5

Abu Hurayrah, radiyAllāhu ‘anhu, narrou que o Mensageiro de Allāh ﷺ disse:

“Não é permitido preceder o Ramaḍān jejuando um da ou dois antes do começo, exceto para uma pessoa que tenha o hábito de jejuar, desde caso, deixe-o jejuar.” [Al-Bukhārī, nº 1914 e Muslim, nº 1082]

Esse ḥadīth contém uma proibição do Profeta ﷺ de jejuar no Ramaḍān antes de realmente começar, tal como uma pessoa dizendo: “Quero uma recompensa extra, portanto jejuarei um ou dois dias antes do Ramaḍān e continuarei jejuando até o final do mês.” Isso é proibido, porque está aumentando o que Allāh, O Altíssimo, obrigou e é, portanto, uma inovação. Uma inovação (bid’ah) é introduzir algo na religião que Allāh não legislou. Desde modo, não é permitido jejuar um dia ou dois antes do Ramaḍān com o pensamento de que esses dias estão ligados ao Ramaḍān, pois isso seria uma inovação conectada a um ato legislado. [Termo conhecido na Sharī’ah como Al-Bid’ah Al-Idāfiyyah]

A exceção a isso é “uma pessoa que tem o hábito de jejuar”. Isso seria, por exemplo, uma pessoa que costuma jejuar três dias por mês, ou que jejua regularmente segunda e quinta-feira, ou que jejua o jejum do Profeta Dawūd, ‘alayhis salām, ou aquele que ainda tem jejuns para compensar o Ramaḍān anterior ou aquele que deve jejuar para cumprir um juramento de que ele deve jejuar até o mês de Sha’bān. Nesses cenários, não há mal em seu jejum [um ou dois dias do Ramaḍān], porque ele não se opôs ao ḥadīth e jejuou com um o propósito diferente daquele que a narração proíbe.

O Profeta ﷺ disse:

“Ó, Abdullān bin ‘Amr, você jejua continuamente e permanece em oração pela noite. Se você continuar, prejudicará sua visão e a perderá. Não há recompensa do jejum para quem jejua continuamente. Jejuar três dias do mês é como jejuar o mês inteiro.” Abdullāh, raḍiAllāhu ‘anhu, disse: “Mas eu posso fazer mais.” Então o Profeta ﷺ disse: “Então, faça o jejum de Dawūd, alayhis salām, ele costumava jejuar um dia sim e outro não, e ele nunca se afastava de um encontro [na causa de Allāh].” [Muslim, nº 1159]

Portanto, não é permitido aumentar atos de adoração que Allāh, O Altíssimo, limitou – não é permitido, por exemplo, aumentar uma oração de quatro rak’ah para cinco ou seis rak’at, ou fazer a oração do Fajr (que tem duas rak’ah) em três ou quatro rak’at. E, se uma pessoa argumenta: “Eu só quero o bem (com isso)”, dizemos: “Não, esse aumento é algo ruim, não algo bom – não é permitido que uma pessoa aumente a Sharī’ah de Allāh.” Desde modo, não é permitido adicionar nada ao mês de jejum do Ramaḍān e o mês começa com a observação com os olhos, se isso não for possível devido à nebulosidade, então com a conclusão de trinta dias do mês de Sha’bān.

‘Ammār bin Yāsir, raḍiAllāhu ‘anhu, disse:

“Aquele que jejua o dia em que há dúvida desobedeceu a Abul-Qāsim (Profeta ﷺ).” [Abu Dawūd, nº 2334; Ibn Mājah, nº 1645; At-Tirmidhī, nº 686; Al-Bukhārī, (com cadeia de narração desconexa ḥadīth 1806, autenticado por Ibn Khuzaymah, nº 1914; Ibn Hibbān (nº 3585, 3595, 3596) e Al-Albāni em Irwā Al-Ghalīl)]

O dia da dúvida é o trigésimo dia de Sha’bān (o mês que precede o Ramaḍān). Se a lua nova (crescente) fosse avistada no vigésimo nono dia de Sha’bān, o dia seguinte seria o primeiro dia do Ramaḍān. Mas se a lua não foi vista, ou se havia nuvens que impediam a visão do céu, o dia seguinte é o trigésimo de Sha’bān. É por esse motivo que é chamado de dia da dúvida – porque carrega a possibilidade de que seja o primeiro do Ramaḍān. Não é permitido jejuar neste dia, de acordo com o ḥadīth de ‘Ammar bin Yāsir, raḍiAllāhu ‘anhu:

“Quem jejua no dia em que houver dúvida desobedeceu a Abul-Qāsim ﷺ.” Este comando nesta narração é uma regra derivada do Mensageiro de Allāh ﷺ.

Abul-Qāsim é o Mensageiro de Allāh ﷺ – e Al-Qāsim foi o seu filho mais velho, Khadījah, raḍiAllāhu ‘anha, deu a luz a ele e ele morreu em Makkah. Então, a alcunha do Profeta ﷺ (seu apelido e título, pai de Al-Qāsim), é devido a este filho e é o termo de respeito e honra.

Texto original: https://www.abukhadeejah.com/not-allowed-to-precede-ramadan-by-fasting-a-day-or-two-before/#_ftn2

Texto originalmente escrito por: Abu Khadeejah

Tradução: ‘Aishah bint Humberto Barletta As-Salafiyyah

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s