Como os Virtuosos Criavam os Seus Filhos: Caminho Para o Sucesso

bismillah (1)

Todos os louvores são devidos a Allāh, O Senhor de toda a criação, por Sua imensa generosidade sobre as pessoas.

Ele foi quem comandou os pais a criaram apropriadamente seus filhos e Ele comandou os filhos a serem atenciosos com os pais à medida que crescem e obedecê-los naquilo que é bom. Em resposta a essa ótima educação, os filhos devem suplicar para seus pais, como Allāh disse:

رَّبِّ ارْحَمْهُمَا كَمَا رَبَّيَانِي صَغِيرًا

“Ó, meu Senhor, tem misericórdia de ambos, como eles me criaram desde de quando eu era pequeno.” [Al-‘Isra (17): 24]

É uma responsabilidade dos pais começarem este caminho de sucesso ensinando suas famílias e dando aos filhos a importância que o Profeta ﷺ deu aos seus filhos. O amigo de Allāh, Ibrāhīm (Abraão, alayhi was-salam) suplicou para Allāh por descendência virtuosa:

رَبِّ هَبْ لِي مِنَ الصَّالِحِينَ

“Ó, meu Senhor, agracia-me com descendência que será dentre os virtuosos.” [As-Sāffāt (37): 100]

E ele pediu para que seus filhos fossem protegidos da idolatria e descrença; e que eles estabelecessem a Ṣalāh (oração):

وَاجْنُبْنِي وَبَنِيَّ أَن نَّعْبُدَ الْأَصْنَامَ

“E preserva a mim e aos meus filhos da adoração de ídolos.” [Ibrāhīm (14): 35]

O Profeta Zakariyyah (Zacarias, alayhi was-salam) suplicou a Allāh dizendo:

رَبِّ هَبْ لِي مِن لَّدُنكَ ذُرِّيَّةً طَيِّبَةً ۖ إِنَّكَ سَمِيعُ الدُّعَاءِ

“Ó, meu Senhor, conceda-me uma boa descendência. Tu és, em verdade, Aquele que escuta a súplica.”

Esta era a importância que os Profetas davam aos seus filhos antes até mesmo que eles tivessem nascido! Então, depois dos seus nascimentos, eles se esforçavam tremendamente em cria-los sob piedade, obediência a Allāh, adoração, mantendo-os em segurança e direcionando-os a tudo que eles sabiam que era bom para eles, protegendo-os e alertando-os dos caminhos do mal e do pecado. Eles não deixariam essas questões importantes na responsabilidade dos outros ou afastavam seus deveres ou a tarefa como sendo fora do controle deles. Com relação a criação, eles consideravam isso dos maiores tipos de obediência a Allāh, um investimento para eles mesmos e bem-estar nessa vida e na Próxima.

A primeira questão que deve ser considerada na educação das crianças é sua crença em Allāh, ‘azza wa jall, e no que Ele revelou ao Profeta ﷺ, para que eles vivam suas vidas sobre o Islām e morram sobre isso. Allāh, tabāraka wa ta’ālā, disse:

وَوَصَّىٰ بِهَا إِبْرَاهِيمُ بَنِيهِ وَيَعْقُوبُ يَا بَنِيَّ إِنَّ اللَّهَ اصْطَفَىٰ لَكُمُ الدِّينَ فَلَا تَمُوتُنَّ إِلَّا وَأَنتُم مُّسْلِمُونَ

“E Ibrāhīm (Abraão, alayhi was-salam) instruiu seus filhos e Ya’qub (Jacó, alayhi was-salam) aos seus, dizendo-lhes: ‘Ó meus filhos, Allāh escolheu para vos esta religião; então não morram exceto na Fé do Islām (como Muslims)’.” [Al-Baqarah (2): 132]

Mesmo perto de morrer, os pais devem lembrar seus filhos da ‘Aqīdah (Crença) e questioná-los sobre o caminho que eles irão tomar depois da sua morte!

أَمْ كُنتُمْ شُهَدَاءَ إِذْ حَضَرَ يَعْقُوبَ الْمَوْتُ إِذْ قَالَ لِبَنِيهِ مَا تَعْبُدُونَ مِن بَعْدِي قَالُوا نَعْبُدُ إِلَٰهَكَ وَإِلَٰهَ آبَائِكَ إِبْرَاهِيمَ وَإِسْمَاعِيلَ وَإِسْحَاقَ إِلَٰهًا وَاحِدًا وَنَحْنُ لَهُ مُسْلِمُونَ

“Estáveis, acaso, presente, quando a morte se apresentou a Ya’qub (Jacó, alayhi was-salam)? Quando ele perguntou aos seus filhos: ‘Que adorareis após a minha morte?’ Responderam-lhe: ‘Adoraremos a teu Deus e o de teus pais: Ibrāhīm (Abraão), Isma’īl (Ismael) e Ishaque (Isaac); o Deus Único, a Quem nos submetemos’.” [Al-Baqarah (2): 133]

Também o virtuoso Luqmān que ordenou sobre seu filho este tremendo legado, alertando-o contra a idolatria e politeísmo, comando-o a estabelecer a oração, ordenar o bem e proibir o mal e a ser paciente quando se confrontar com calamidades. Ele alertou-o contra o orgulho, de menosprezar os outros, da arrogância e da mentira. Olhe para essa maravilhosa tarbiyah!

Allāh, tabāraja wa ta’ālā, nos mencionou tudo isso no Seu Livro com relação a conduta dos Profetas e dos virtuosos com sua descendência. Disso, começamos a compreender a grande responsabilidade sobre os pais em criar e cuidar da sua família.

E quem é que nesses tempos toma como da religião deles com seriedade suficiente para se preocupar sobre o Īmān (fé) das suas crianças nos anos por vir e até mesmo nas gerações por vir?

Tristemente, a maioria dos pais estão somente preocupados com a educação secular mundana dos seus filhos, carreiras e a riqueza que seus filhos irão acumular. Eles pouco se importam ou não se importam sobre a aderência religiosa ou educar o nobre caráter dos seus filhos. O Profeta ﷺ disse:

“Eu não fui mandado, exceto para aperfeiçoar as maneiras nobres.”

Desde que seus filhos sejam muçulmanos nominalmente isso é suficiente para os pais (isto é, que eles declarem a shahādah (testemunho de fé), tenham um nome islâmico e rezam de vez em quando!). Pais religiosos e expectativas morais para os seus filhos estão continuamente declinando o que se traduz em filhos deixando de praticar o Islām quando eles entram na idade adulta e eles caem em cada prática imoral e práticas pecaminosas.

Estes tipos de pais não estão seguindo o Caminho dos Profetas, alayhis-salām. Eles se preocupam mais sobre a acumulação de riqueza, propriedade e status indiferentemente se abrange a religião deles em uma sociedade que não poderia se importar menos sobre maneiras, morais e adoração a Allāh; uma sociedade que se preocupa mais sobre as vidas privadas dos jogadores de futebol e políticos do que sobre os ensinamentos e vidas dos Profetas de Allāh, alayhis-salām. Então, onde você está neste tempo de tribulação, conflito e confusão?

O Profeta ﷺ nos informou que cada criança nasce com a fitrah (disposição natural) – a verdadeira fé em Allāh; uma natureza que é boa e disposta a aceitar o que é bom facilmente. Mas esta disposição natural pode ser corrompida por aqueles que estão encarregados com a criação da criança através da educação imoral e exibição de exemplos ruins. E isto acontece geralmente através dos pais! O Profeta ﷺ disse:

“Toda criança nasce com a disposição natural verdadeira na fé islâmica (al-fitrah) e então seus pais o converte em judeu, cristão ou mago.” [Al-Bukhārī, nº 1385]

Então, as crianças nascem sem corrupção e sem suas mentes e moral mutiladas. Portanto, depois eles são alterados e doutrinados por aqueles que estão responsáveis por eles, seja pelos seus pais, professores ou parentes. As crianças não nascem para adorar ídolos, cruz, túmulos ou vacas. E eles não nascem imorais, gay, lésbica ou transexual; eles não nascem ateístas ou Darwinistas. As crianças nascem sobre uma disposição natural correta que aceita o que é bom, acredita em Allāh e adoraria Ele sozinho se deixada incorrupta.

Os pais muçulmanos, eles mesmos, são bastante responsáveis por corromper a fitrah dos seus filhos direcionando-os para o que prejudica a educação deles. Assim, você deve tomar conta da criação dos seus filhos e de mantê-los sobre a fitrah. Esta é um deve parental. O Profeta ﷺ disse:

“Todos vocês são guardiões e responsáveis por aquilo que está sobre a sua responsabilidade. Um governante é o guardião dos seus subordinados e responsável por eles e um homem é o guardião da sua família e é responsável por eles. Uma mulher é a guardiã da casa do seu marido e é responsável por isso. Um servo é guardião dos pertences do seu senhor e é responsável por eles.” [Al-Bukhārī, nº 893]

O bem-estar das crianças começa com a cultivação do seu Īmān (fé), sua crença em Allāh, no Último Dia e na Revelação. Os pais são responsáveis pela educação dos seus filhos e várias coisas além disso. Cada questão é importante e merece atenção: a saúde deles, a higiene deles, a educação deles e assim por diante. Mas tudo isso deve ser construído sobre o fundamento do Islām correto, a Sunnah, veracidade e sinceridade. Você não pode sacrificar a fé dos seus filhos a qual está relacionada ao bem-estar eterno na Próxima Vida pelos ganhos a curto prazo de riqueza, status e prestígio mundanos.

Também não é uma questão somente de multiplicar suas ações externas sem cultivar o que está no coração deles. As ações externas não devem ser feitas sem pensamento e sentimento. Bakr ibn ‘Abdillāh Al-Muzani disse:

“Abu Bakr As-Siddīq, raḍiAllāhu ‘anhu, não se sobressaia às pessoas quanto a fazer mais orações ou jejuar mais que elas. Ele se sobressaia às pessoas, no entanto, com uma questão que estava no seu coração.” [Imām Ahmad relatou em Fadā’il As-Sahābah (118) com uma cadeia de transmissão autêntica.]

A criação deve ser construída sobre o que está na fitrah do seu filho ou sua filha. Uma criança pequena não está ciente do que irá lhe trazer prejuízo ou benefício assim como ele não é capaz de se sustentar, se vestir ou se abrigar.

Então os pais são responsáveis por tudo isso, especialmente nos primeiros anos. Assim, quando os pais cumprem esta responsabilidade enorme, as crianças crescem para se tornarem descendência virtuosa, com moral excelente e bom caráter, que suplica por seus pais:

رَّبِّ ارْحَمْهُمَا كَمَا رَبَّيَانِي صَغِيرًا

“Ó, meu Senhor, tem misericórdia de ambos, como eles me criaram desde de quando eu era pequeno.” [Al-‘Isra (17): 24]

Portanto Allāh comandou os filhos a suplicarem por misericórdia por eles, assim como eles foram misericordiosos para ele quando ele era um bebê, fraco e incapaz até mesmo de se alimentar. Dessa forma, eles nutriram seu corpo, suas maneiras, sua religião até que ele se tornasse direito sobre o īmān e ganhou seu próprio sustento sem precisar pedir para os outros. Este é um ciclo e uma criação compreensiva que todo pai deve desejar para que não comprometa a crença, adoração ou deveres de um Muslim.

Assim, a criação dos filhos não é sobre dá-los o que eles querem comer, beber, ou vestir, comprar carros para eles, telefones, jogos de computador ou serviços de telefone! De fato, este tipo de criação irá somente prejudica-los. Você os mima e acaba arruinando sua religião, moral e maneiras. A criação (tarbiyah) verdadeira e necessária é na religião e caráter deles e proteger a fitrah (disposição natural) da corrupção.

É requerido que os pais, portanto, cuide do bem estar dos filhos, cuide das atividades deles em casa, na escola e em público. A casa deve ser um lugar de aprendizado e criação, aonde eles sentem-se protegidos e amados. Nossas casas devem ser livres de meios que levam a descrença, pecados e morais frouxas. Desse modo, nas casas de muçulmanos não deve ter televisão e canais de música que corrompem moralmente – e a internet deve ser controlada através de um software de controle dos pais. E a educação mundana deve ter um cenário islâmico, uma escola Salafi Islâmica ou através de uma educação em casa propriamente estruturada aonde as crianças são somente expostas àquilo que irá beneficiá-las.

No entanto, os pais são frequentemente relutantes em gastar dinheiro nos seus filhos para serem educados em uma escola salafi, porque eles temem a perda da riqueza deles. Eles querem um carro novo, um novo sofá de couro ou um novo telefone. Há escolas sobre a Sunnah que cobram por criança menos que £3,000 por ano, mas eles gastarão bastante, mais do que mil libras no mais novo telefone e muitos mais em um carro, mas não para uma tarbiyah islâmica para seus filhos!

Além disso, os pais devem prestar atenção a quem seus filhos se misturam e acompanham. Eles estão tendo amizades com bons jovens que são virtuosos, fazem as cinco orações diárias, tem boas maneiras e participam das aulas na Masjid? Ou elas são crianças que crescem nas ruas, em gangues e são criadas em uma dieta de filmes, futebol e música? Não deixe seus filhos se misturarem com más companhias, porque isso irá corromper a fitrah e religião deles.

Há dois caminhos perigosos dos quais devemos proteger nossos filhos:

  1. Primeiro Caminho Perigoso: de se tornarem fácies e negligentes com a religião e se distanciarem de demonstrarem bom caráter. Nós todos vemos que aderência verdadeira ao Islām e às morais islâmicas está desaparecendo rapidamente das crianças dos muçulmanos, especialmente nos países não muçulmanos. Os pais enviam seus filhos para escolas e faculdades públicas aonde há mistura livre entre os sexos; jovens se envolvem em vícios tais como ouvirem música, assistir filmes e vídeos de músicas; eles experimentam drogas, tem namorados (as) o que leva a fornicação, o abandono da oração e a perda de moral e bom caráter. E está se sendo muito comum ver os jovens se tornando ateístas. Muitos pais pensam que isso vale a pena e eles trocam as vidas, religião e, por último, a Próxima Vida dos seus próprios filhos!
  2. Segundo Caminho Perigoso: exagerar na religião que os jovens algumas vezes são atraídos. Eles se tornam rigorosos e severos na prática da religião – e isso é devido a ignorância deles da religião. Estes são jovens que aceitam a religião, mas eles não são cultivados sobre isso corretamente – eles vão para extremos no comportamento deles e acabam oprimindo a si mesmos e transgredindo os direitos dos outros. Alguns abandonam seus pais, famílias e comunidades; eles tratam seus vizinhos de uma maneira ruim e pensam que si mesmos são melhores do que qualquer outra pessoa. Nós devemos prevenir que nossos filhos se tornam assim. O Profeta ﷺ disse:

“Quem quer que acredite em Allāh e no Último Dia, que ele mantenha os laços de parentescos.” [Al-Bukhārī, nº 6138]

E ele ﷺ disse:

“De fato, o melhor dentre vocês são aqueles com as melhores maneiras.”  [Al-Bukhārī, nº 3559]

E ele ﷺ também disse:

“Piedade é ter boas maneiras e pecado é o que agita o coração e você odiaria que as pessoas soubessem sobre isso.” [Muslim, nº 2553]

Ambos caminhos são um resultado de uma tarbiyah (criação) ruim ou mesmo descuido total em nome de pais que irão se arrepender da sua parentalidade pobre no final. Tudo isso é devido a eles serem distantes das aulas e muito longe de agir sobre o que eles aprendem. A ignorância deles é misturada, porque eles seguem os não-muçulmanos ou muçulmanos ignorantes cegamente; eles vagam sem rumo e sem orientação. Eles adotam ideias estranhas e fatāwa (vereditos) sem base que eles pegam online que eles usam para justificar a tarbiyah corrompida que eles infligem sobre os filhos deles.

Os pais devem começar com si mesmos, estudando a religião e passando isso para os seus filhos. Você deve ir às reuniões de aprendizado e tomar [o conhecimento] dos estudantes da Sunnah e seus Sábios. Eles são aqueles sobre quem o Profeta ﷺ disse:

“Os Sábios são os herdeiros dos Profetas.” [At-Tirmidhī, nº 2682]

E ele ﷺ disse:

“Este conhecimento será carregado pelos confiáveis de cada geração.” [Al-Bayhaqi, 10/209]

Então busquem pelos Salafis confiáveis (do Povo do Conhecimento) e busquem a direção e orientação deles nas suas questões. Não tente navegar pelas complexidades e armadilhas da tarbiyah por si mesmos nas terras dos não-muçulmanos. Você precisa de ajuda, então sente-se nos círculos de conhecimento dos estudantes Salafis e Shaykhs e façam com que seus filhos fiquem acostumados e apegados aos durūs (palestras). Pode ser difícil e estranho para eles (e para você) no começo, mas você deve se apegar nisso e não desistir!

Quando você cria seus filhos com os níveis de preocupação que eu (Abu Khadeejah) tenho aludido nesse artigo, eles irão beneficiar a si mesmos e beneficiar a você nessa vida e na Próxima Vida. O Mensageiro de Allāh ﷺ disse:

“Quando uma pessoa morre, seus atos chegam a um fim, exceto três: caridade recorrente, conhecido pelo qual as pessoas se beneficiam ou um filho virtuoso, que reza por ele.” [Muslim, nº 1631]

Os filhos virtuosos são refresco para os olhos dos pais, proporcionando-lhes alegria e conforto para eles nesta vida e na Próxima. Allāh disse:

جَنَّاتُ عَدْنٍ يَدْخُلُونَهَا وَمَن صَلَحَ مِنْ آبَائِهِمْ وَأَزْوَاجِهِمْ وَذُرِّيَّاتِهِمْ ۖ وَالْمَلَائِكَةُ يَدْخُلُونَ عَلَيْهِم مِّن كُلِّ بَابٍ سَلَامٌ عَلَيْكُم بِمَا صَبَرْتُمْ ۚ فَنِعْمَ عُقْبَى الدَّارِ

“São jardins do ‘Adn (Éden), nos quais entrarão com aqueles que agem virtuosamente dentre seus pais, suas esposas e seus filhos. E os Anjos entrarão por todas as portas dizendo: ‘Que a paz esteja sobre vocês por terem perseverado na paciência!’ De fato, quão excelente é a Última Morada!”  [Ar-Ra’d (13): 23]

Ibn Kathīr, rahimahullāh, disse:

“Que Allāh irá uni-los àqueles que eles amam no Paraíso: seus pais, suas esposas, seus filhos dentre aqueles que merecem entrar no Paraíso dentre os crentes para lhes dar conforto e refresco para seus olhos tal que aqueles nos níveis mais baixo irão entrar no nível mais alto para uni-los. Isto será uma recompensa de Allāh para aqueles que estão mais alto não serem levados para o mais baixo, assim como Allāh disse:

وَالَّذِينَ آمَنُوا وَاتَّبَعَتْهُمْ ذُرِّيَّتُهُم بِإِيمَانٍ أَلْحَقْنَا بِهِمْ ذُرِّيَّتَهُمْ وَمَا أَلَتْنَاهُم مِّنْ عَمَلِهِم مِّن شَيْءٍ ۚ كُلُّ امْرِئٍ بِمَا كَسَبَ رَهِينٌ

“E aqueles que creem e cujos filhos o seguiram na Fé, Nós certamente iremos reuni-los às suas famílias, e não os privaremos de nada, quanto à sua recompensa merecida. Todo o indivíduo será responsável pelos seus atos!” [At-Tur (52): 21]

Então cada pai deve suplicar como os Profetas suplicaram e se esforçarem como os Profetas e os Predecessores Virtuosos se esforçaram na criação dos seus filhos para que eles estejam em harmonia um com o outro neste mundo e sejam reunidos no Próximo no Paraíso.

Tradução: ‘Aishah bint Humberto Barletta

Fonte original: https://www.abukhadeejah.com/how-the-righteous-cultivate-their-children-ebook/

Texto originalmente escrito pelo: ‘Ustadh Abu Khadeejah Abdul-Wahid

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s