O Significado do Jejum no Mês do Ramaḍān Para os Muçulmanos (Islām 2.6)

bismillah (1)

O quarto pilar do Islām é o jejum (em árabe: siyām). É o jejum durante todo mês do Ramaḍān (o nono mês do calendário islâmico). Este é um ato de adoração que aproxima o muçulmano de Allāh (Deus), como Ele declarou no Qur.ān:

“Ó crentes, está-vos prescrito o jejum, tal como foi prescrito para aqueles antes de vos, para que temais a Allāh.” [Al-Baqarah (2): 183]

Neste mês, o muçulmano se esforça fisicamente e espiritualmente para se aproximarem de Allāh.

O jejum espiritualmente significa:

  • Concentrar-se em se aproximar de Allāh;
  • Estudar e recitar o ān em abundância;
  • Melhorar a obediência a Allāh;
  • Dar em caridade;
  • Fazer as orações da noite;
  • Mostrar bondade e generosidade;
  • Buscar o perdão pelos pecados;

O jejum fisicamente significa:

  • Que o muçulmano não beba nem coma do amanhecer até o pôr-do-sol;
  • Não ter relações sexuais;
  • Não ter comportamentos tais como mentir, enganar, fofocar, xingar e outros pecados.

Nos países muçulmanos, a vida continua normal, mas cafés, restaurantes e cantinas do local de trabalho fecham durante o dia, porque ninguém está comendo ou bebendo. Um muçulmano faz uma refeição antes do amanhecer, como o Profeta ﷺ ordenou antes da oração do amanhecer. Ao longo deste mês, as pessoas passam mais tempo lendo o Qur.ān e lembrando de Allāh com palavras de louvor e glorificação (em árabe: dhikr). Centenas de milhões de muçulmanos anseiam pelo Ramaḍān a cada ano.

Ao pôr-do-sol tudo muda. O muçulmano começa quebrando o jejum com algumas tâmaras e água. Ele então faz a oração do Maghrib (depois que o sol se põe), após o que ele volta para sua família para participar de uma refeição bem preparada. Mesmo nesta fase, um muçulmano é ordenado a não se exceder ao encher a barriga.  Os muçulmanos devem comer alimentos saudáveis, com moderação. Dentro de duas horas, o muçulmano volta à mesquita e faz a oração do anoitecer (‘Ishā), seguida de uma longa noite de oração pela qual há uma enorme recompensa de Allāh. Em países não muçulmanos como a Grã-Bretanha, a retenção de alimentos oferece desafios adicionais:

  1. Se o Ramaḍān cair no verão, então as horas do dia são mais longas dependendo da sua localidade.
  2. A maioria das pessoas ao seu redor estão comendo, bebendo e beliscando, então isso pode tentar o muçulmano.

O jejum não é obrigatório sobre todo mundo. Algumas pessoas são exceções, tais como crianças abaixo da idade da puberdade que não atingiu a idade adulta ainda. A idade adulta é conhecida por qualquer uma das seguintes situações:

  • Cabelos grossos nas áreas privadas;
  • Descarga sexual devido ao desejo.
  • Atingir a idade dos 15 anos.
  • Para uma mulher, há um ponto adicional: início do ciclo menstrual.

As crianças podem ser encorajadas a jejuar, mas não são forçadas. Alguns adultos também são isentos devido à sua situação particular:

  • Viajantes;
  • Os doentes que provavelmente se recuperarão;
  • Mulheres menstruadas; e
  • Mulheres com sangramento pós-parto.

Essas pessoas podem perder dias, mas devem recuperá-las depois do Ramaḍān, quando puderem. Há ainda outro grupo isento:

  • Os doentes permanentes (com doenças crônicas);
  • Idosos que não conseguem jejuar devido à idade avançada;
  • Mulheres grávidas e amamentando que temem pelos seus bebês se elas jejuarem.

Essas pessoas devem alimentar uma pessoa pobre para cada dia perdido, pois não se espera que elas recuperem o que perderam. O Ramaḍān é conhecido como o mês do Qur.ān, porque foi durante este mês que o Qur.ān foi revelado pela primeira vez, e continuou a ser revelado por Allāh ao Anjo Jibrīl (Gabriel) que traria os versículos ao Profeta ﷺ com e quando os eventos que requeriam orientação ocorreram nos próximos vinte e três anos, até sua morte. Allāh disse no Qur.ān:

“O mês do Ramaḍān é o mês no qual foi descido o Qur.ān, uma orientação para a humanidade e provas claras para a Orientação e o Critério (entre o certo e o errado). Então, quem de vós que testemunhe (a lua crescente da primeira noite de) o mês (do Ramaḍān), então que ele jejue esse mês. E quem quer que esteja doente ou em uma viagem, então o mesmo número de dias (deve ser refeito) dentre os outros dias.” [Al-Baqarah (2):185]

Muitos muçulmanos estabelecem metas e realmente querem se beneficiar no Ramaḍān e querem agradar a Allāh:

  • Eles querem a virtuosidade – e o jejum leva à piedade e à consciência do Criado a quem eles servem.
  • Muitos muçulmanos tentam completar o ān lendo-o diariamente.
  • Muitos frequentam a Mesquita todas as noties e rezam a oração noturna (tarawīh) atrás do Imām. As mulheres também são bem-vindas.
  • Muitos querem mudar suas vidas para melhor, então o Ramaḍān lhes dá uma oportunidade ideal. Eles cessam os maus hábitos, como mentir, roubar, caluniar, fumar, beber, ouvir música, assistir filmes e assim por diante.
  • Muitos muçulmanos ficam aquém de seu comportamento ao longo do ano, mas sabem que o Ramaḍān é um mês de perdão e misericórdia, por isso obedecem a Allāh e ao Profeta Muḥammad ﷺ e fazem boas ações, com o desejo de continuar depois do Ramaḍān da mesma maneira. Eles buscam diariamente a misericórdia e o perdão de Allāh.
  • Eles tentam entender a mensagem do ān sentando-se com professores experientes que os ensinarão a partir de obras clássicas, evitando assim ideologias equivocadas.
  • Os muçulmanos devem sempre se proteger de serem levados a extremos e de negligenciar as práticas religiosas estabelecidas.
  • No Ramaḍān, as comunidades muçulmanas se tornam mais fortes, as pessoas mostram piedade umas das outras sendo gentis e generosas, principalmente com os pais e a família.
  • O Ramaḍān faz com que os muçulmanos reflitam sobre as graças de Allāh, como a vida, felicidade, segurança, comida, bebida, saúde, família, riqueza e assim por diante. Quando os muçulmanos passam fome e sede, começam a entender a situação daqueles que são pobres e carentes e, portanto, agradecem a Allāh por Sua bondade e graça sobre eles.
  • Os muçulmanos ajudam os menos afortunados que eles. Eles sentem simpatia pelos pobres e, portanto, dão caridade, recebendo assim mais recompensa de Allāh. O Ramaḍān ensina o autocontrole aos muçulmanos e os lembra que servir a Allāh deve ter prioridade sobre seus próprios desejos.

Atividade:

  1. Quando é o Ramaḍān este ano? Qual é a média do dia (em horas) de jejum este ano?
  2. Por que o Ramaḍān muda cada ano tal que, em algum momento será em dezembro?
  3. Que dia vem depois do último dia de jejum?
  4. Escreva sobre o Ramaḍān em um caderno e o que significa para você (como muçulmano). Use a informação para fazer planos e objetivos pessoais eu você desejaria alcançar.

Tradução: ‘Aishah bint Humberto Barletta

Texto originalmente em: https://www.abukhadeejah.com/sawm-fasting-the-month-of-ramadan-islam-2-6/

Texto compilado por: Abu Khadeejah Abdul-Wāhid para Salafi Publications, Birmingham, UK.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s