Respeito, Obrigações Religiosas e Boas Ações [Islām 4.8]

Objetivos: Explicar como a comunidade muçulmana mostra respeito uns com os outros e executam suas obrigações religiosas e boas ações.

Respeito: Todo muçulmano tem direitos dados a eles por Allāh. Os outros muçulmanos tem o dever de proteger e respeitar esses direitos. O Profeta ﷺ disse que a vida, propriedade e honra de um muçulmano são sagrados para outro. Ele ﷺ também disse que um verdadeiro crente deseja para o seu irmão o que ele deseja para si mesmo.

Caso de Estudo – Como mostrar respeito:

  • Respeite a propriedade dos outros. Se algo pertence a outra pessoa, não roube ou danifique isso. Se foi emprestado a você, tome conta disso e o retorne o mais rápido possível, assim que você terminar.
  • Respeite os sentimentos dos outros. Não intimide ou ameace; não assuste ou os chateei sem razão. Se você tem más notícias para lhes contar, conte para eles gentilmente.
  • Respeite a privacidade deles. Não entre na casa deles sem um convite; não exija as suas novidades, mas, ao invés disso, permita-os oferecer isso.
  • Trate a todos que você encontra com boas maneiras para mostrar que você reconhece que eles são tão importantes quanto você.
  • Respeite a si mesmo. Você é valorizado por Allāh e tem um dever de tomar conta de si mesmo. Mantenha-se saudável e em forma.

Deveres Religiosos:

Os deveres religiosos da Ummah são cumprir os Cinco Pilares, celebrar os festivais (isto é, os dois ‘eid), obedecer às leis de Deus e seguir o exemplo do Profeta ﷺ e de seus Companheiros. Alguns desses deveres como a oração e o jejum todos podem fazer. Outros, como o Hajj, alguns farão e outros não podem devido a falta de dinheiro. Para que a comunidade muçulmana (Ummah) funcione bem, ela precisa de especialistas no Qur.ān, na Sunnah e na Lei Sharī’ah para garantir que os verdadeiros ensinamentos não sejam esquecidos. Precisa de juízes para resolver disputas entre muçulmanos e decidir sobre questões de divórcio, herança, etc. Pode precisar de governadores, líderes e acadêmicos que falem em nome da comunidade ou vila para o governante ou o governo. Tudo isso é conseguido permanecendo como uma Jamā’ah (corpo unido) sob o governo do país, sem rebelião, manifestações de rua e violência, que são proibidos pela lei islâmica, pois levam à perturbação na Ummah.

Boas Ações e Sadaqah (Caridade):

As boas ações são esperadas de todos os muçulmanos. O sentimento de irmandade deve ser tão forte que se qualquer muçulmano ouve que outro está em necessidade verdadeira, eles devem imediatamente perguntar: “O que posso fazer para ajudar?”. O Profeta ﷺ informou a sua Ummah que os muçulmanos são como um corpo no seu amor, misericórdia e afeição um com o outro. Outra narração do Profeta ﷺ disse:

“Você não pode entrar no Paraíso, exceto que você seja um crente e você não pode ser um verdadeiro crente exceto que amem uns aos outros. Não devo indicar a vocês algo que, se praticassem, vocês se amariam? Espalhe o salām entre vocês.”

Todo muçulmano deve ser generoso com o seu tempo e seu dinheiro para ajudar aqueles ao seu redor. Esta é a função da sadaqah ou caridade. Para o Profeta ﷺ a caridade era mais do que dar dinheiro. A virtuosidade inclui tudo, desde louvar e glorificar a Deus até ajudar as pessoas de todas as maneiras possíveis. Até mesmo sorrir para outro muçulmano é considerado sadaqah (ato de caridade). E essa caridade naturalmente se estende a não-muçulmanos também, sejam eles vizinhos ou colegas de trabalho e assim por diante.

Ações virtuosas são somente recompensadas por Deus se uma pessoa adora Allāh sozinho e não comete idolatria. A idolatria é adorar deuses além de Allāh, sejam eles ídolos, santos, Anjos, Profetas, estrelas ou o morto nos seus túmulos. As ações virtuosas opcionais nunca são mais importantes do que as obrigações, tais como: oração, zakāh, ḥajj e jejum já que são dentre os Pilares do Islām – então, é esperado de um muçulmano que pratique o Islām e aumente o a sua fé (Imām) posteriormente com ações virtuosas opcionais e que não substitua os Cinco Pilares. Um muçulmano que faz trabalho voluntário, mas não faz as cinco orações diárias, paga o zakāh ou jejua no Ramaḍān não é considerado como virtuoso, de modo nenhum.

Os muçulmanos tem direitos e deveres entre eles mesmos que reforçam os laços de irmandade na Ummah. O Profeta ﷺ disse:

“O direito de um muçulmano sobre outro são cinco: responder o salām, visitar o doente, seguir o funeral [quando ele morre], responder ao convite e dizer yarhamakallāh (que Allāh te mostre misericórdia) quando ele espirra e diz “al hamdu lillāh (todos os louvores são para Allāh).”

Ele ﷺ também disse:

“Um muçulmano é um irmão para seu companheiro muçulmano. Ele não o oprime, não o trai e não o menospreza.”

Allāh diz no Qur.ān 49: 10-12 o que pode ser resumido como: Ó, vos que credes, não deixe um grupo de pessoas tirar sarro de outro, não insulte uns aos outros com xingamentos, não espiem uns aos outros, nem espalhem boatos uns sobre os outros, nem critiquem as pessoas pelas costas.

Resumo: você deve agora ser capaz de explicar como a comunidade muçulmana mostra respeito uns com os outros e cumpre seus deveres religiosos e boa ações.

Escrito por: Abu Khadeejah

Fonte:  https://www.abukhadeejah.com/respect-religious-duties-and-good-actions-islam-4-8/

Tradução ao português: ‘Aishah Barletta

Um comentário em “Respeito, Obrigações Religiosas e Boas Ações [Islām 4.8]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s